Drunk Elephant, a gigante do clean beauty, chega ao Brasil

02/09/21

O nosso coração quase parou quando recebemos o e-mail da Coolab, assessoria de imprensa, informando ainda em caráter secreto que a Drunk Elephant estava chegando ao Brasil. A Vic é fã da marca (quem acompanha os vídeos de skincare sabe!) e o resto da equipe do DDB sempre teve curiosidade de experimentar os famosos produtos da empresa fundada em 2012 pela norte-americana Tiffany Masterson.

Até porque, a Drunk Elephant causou um verdadeiro auê no até então mais conservador mercado de skincare na época, com seu nome inusitado (“elefante embriagado”, risos), embalagens ultracoloridas e fórmulas inovadoras.

Logo abaixo você vai saber tudo sobre os produtos que chegarão por aqui, mas antes vamos a um resuminho de como a marca surgiu, para quem ainda não conhece. Tudo começou com uma busca pessoal de Tiffany por fórmulas que realmente atendessem às muitas necessidades da sua pele.

A lista de problemas era longa e nenhum produto parecia conseguir ajudá-la: oleosa na zona T, aparentemente sensível, ocasionalmente reativa, poros visíveis, rosácea leve e desequilibrada. Então, por conta própria, Tiffany decidiu navegar pelo universo dos ingredientes mais presentes em cosméticos, estudando profundamente sobre os efeitos de cada um sobre a pele.

Ao fim da imersão, encontrou 6 itens que estavam diretamente relacionados às suas queixas. E o pior: nenhum produto no mercado que fosse totalmente livre deles. Foi aí que ela decidiu partir para a ação e criar seus próprios dermocosméticos, com a ajuda de um químico especializado.

Batizados de “Suspicious 6” pela fundadora, os ingredientes banidos como parte da filosofia da marca são: óleos essenciais, álcoois secantes, silicones, protetores solares químicos, fragrâncias / corantes e lauril sulfato de sódio. Tiffany identificou em seus estudos que eles podem ter efeitos imperceptíveis cumulativos, resultando em problemas como os enfrentados por ela antigamente.

Assim nasceu a Drunk Elephant, que rapidamente angariou fãs e se tornou uma das maiores referências em clean beauty do mundo. Em 2019, quando faturava mais de 100 milhões de dólares por ano, foi incorporada pela gigante Shiseido por 845 milhões de dólares (leia aqui nossa matéria sobre os grandes grupos da beleza) e, no ano seguinte, lançou seus primeiros produtos de cuidados com a pele do corpo e com o cabelo.

Está curiosa para saber de onde vem o nome tão peculiar da marca? A gente te conta: Tiffany ama um mito que diz que os elefantes adoram comer frutas que caem das árvores de Marula, que depois fermentam dentro de suas barrigas e, assim, eles ficam bêbados.

Em conexão a isso, vários produtos da marca contém óleo desse fruto, rico em ácidos graxos e antioxidantes. Outra curiosidade interessante é que, mesmo tendo virado um fenômeno de crítica, de público e de seguidores nas redes sociais, Tiffany segue de olho nos DMs e comentários, sempre se comunicando com sua comunidade.

Drunk Elephant no Brasil

E essa chegada em território nacional não será nada tímida, como costuma acontecer com outras marcas. Com venda exclusiva pelo site da Sephora a partir de 7 de outubro e nas lojas físicas a partir do dia 14, a Drunk Elephant traz 27 produtos divididos entre skincare, body care e hair care – incluindo o novo C-Firma Day Serum, com 15% de vitamina C, que está sendo lançado mundialmente agora em setembro.

Quanto ao resto do portfólio, alguns produtos ainda estão em processo de registro na ANVISA, como os protetores solares, e outros, infelizmente, não são aprovados pelo órgão pela alta concentração de ativos como retinol, AHAs e BHAs. Pode ficar de olho que algumas versões mini e jumbo desembarcam ano que vem.

Para dar um gostinho do que vem por aí e um norte para quem ainda não conhece os produtos Drunk Elephant, conseguimos descobrir com exclusividade o “smoothie” (jeito como a marca chama a combinação diária de produtos) que Tiffany está usando no momento:

. T.L.C. Framboos Glycolic Night Serum 
30ml – R$ 793 (também estará disponível na versão de 50ml por R$1.180)

Um sérum noturno com AHA / BHA que recupera a pele congestionada removendo células mortas. Ótimo para uniformizar o tom, melhorar a textura e aliviar linhas finas, rugas e tamanho dos poros.

. B-Hydra Intensive Hydration Serum 
50ml – R$ 423

Hidratante levinho delicioso. A Vic comenta melhor na sequência!

. Lala Retro Whipped Cream
50ml – R$ 529

Com seis óleos africanos e um complexo de ceramidas vegetais, esse creme promove hidratação intensa e fortalece a barreira de proteção.

. F-Balm Electrolyte Waterfacial
50ml – R$ 458 (também disponível na versão de 15ml por R$195)

Máscara noturna refrescante que ajuda a manter o manto ácido da pele com um coquetel de eletrólitos. Promove uma restauração mara, preenchendo linhas finas e recuperando o viço. A Vic comenta mais abaixo!

A Vic também compartilhou os queridinhos dela: 

. Beste No 9 Jelly Cleanser
150ml – R$ 279 (também disponível na versão de 60ml por R$ 141)

“É daqueles cleansers básicos que fazem o trabalho, não deixam a pele repuxando e são perfeitos para o dia a dia – também adoro a textura dele, um gel meio espesso, gostosinho.”

. B-Hydra: “Esse hidratante é perfeito para compor com o Minéral 89 da Vichy, sérum levinho de ácido hialurônico que uso praticamente todo dia como ‘base’ da hidratação. Ele é um pouco mais denso, mas está longe de ser pesado, hidrata super bem e deixa a pele uma delícia.”

. F-Balm Electrolyte Waterfacial: “Foi meu companheiro no último inverno, usei muito para dar aquele boost de hidratação enquanto dormia.” 

. Lippe Balm
R$ 159

“Vocês sabem que adoro um hidratante labial, e esse além da ótima fórmula tem um formato mais gordinho que é uma delícia de aplicar!”

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

Uma resposta em “Drunk Elephant, a gigante do clean beauty, chega ao Brasil”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias:
Tags: