Uma reflexão sobre cabelos

24/07/14

Esse é um post muito especial e que estou feliz demais em poder publicar aqui no Dia de Beauté. Quando estava em São Paulo em junho, encontrei uma amiga muito querida e de longa data que está lutando contra um câncer de mama. Ficamos conversando um tempão, ela me disse coisas tão interessantes sobre sua relação com o cabelo, como foi raspar a cabeça, coisas que ela descobriu quando fez isso. Claro que um tratamento de câncer envolve milhões de coisas, muitas delas tão absurdamente mais sérias que um simples cabelo, mas por outro lado somos mulheres e é quase impossível ignorar a importância desse “detalhe”.

Fiquei emocionada com o relato dela – e orgulhosa e cheia de admiração por essa força incrível – e pedi para que compartilhasse aqui escrevendo um texto. Obrigada querida Cã Pestana! Você é uma inspiração. Espero que gostem:

“Raspei o cabelo, sem dó nem piedade. Raspei o cabelo e continuo me achando bonita, talvez mais bonita. Raspei o cabelo porque estou enfrentando o câncer de mama. É difícil mulher ter coragem de raspar o cabelo; assim, do nada – às vezes até homem tem medo. Mas eu tive que passar a máquina e me surpreendi, me renovei. Conheci minha cabeça, meu olhar, meus traços, minha alma forte, minha feminilidade – que vai além de uma mecha loira ou um topete jogado pra trás. Achei que fosse fugir do espelho; como assim ficar careca? Careca para mulher só quando a gente nasce…Está fora de cogitação não ter cabelo, nem passa pela nossa cabeça. Nem passava pela minha cabeça. Mas nem passava pela minha cabeça pensar que um dia eu teria que vencer o câncer – e assim tão de repente, com apenas 28 anos nas costas.
Mas quando a vida engrandece, o cabelo vira só um monte de pelo na cabeça e você não depende mais dele para ser você. Não depende dele para se olhar no espelho e continuar se gostando e não depende dele para que aqueles que te amam, continuem te amando. Hoje, pra mim, meu cabelo virou um adereço. “Meu cabelo”, quer dizer, minha peruca, é como um brinco, que eu coloco quando quero e tiro quando quero. Tem dias que acordo com vontade de colocar um cabelo qualquer apenas para sair pelas ruas e não ter que explicar nada para ninguém – não ter que ver olhos de preocupação (porque sim, essa doença ainda pesa pra muita gente, mas às vezes aqueles que a tem, percebem que suas vidas são mais leves do que pareciam). Outros dias escolho um cabelo mais comprido, às vezes apenas um lenço, outras noites, um gorrinho pra escapar do frio. E outros dias, nada. No banho, claro, nada – e com direito a uma nova sensação de chuveirada direto na cabeça, juro isso é uma delícia!
É, eu tive que raspar o cabelo por uma sublime causa (minha vida) e hoje me amo mais. Mas sabe, acho que todo mundo deveria um dia raspar o cabelo. Não só os homens… Mulheres, a gente se surpreende e se desapega de tanta coisa… Mulheres, a gente se sente livre! Um dia, se tiverem coragem, experimentem. Se não for para passar uma máquina, passar uma nova tesoura já faz bem. Sim, eu também gosto de cabelos (não vou negar!) mas somos muito mais do que isto, com certeza.”

Camila Pestana

ca pestana
A Cã em 4 momentos! Linda

Aproveito o tema para compartilhar uma história incrível que li no blog Ricota não Derrete, sobre um tatuador que se especializou em redesenhar aréolas de mulheres que passaram por uma mastectomia – vale a pena ler.

E também para re-lembrar do projeto lindo da Flavia Flores, do Quimioterapia e Beleza

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

120 respostas em “Uma reflexão sobre cabelos”

Também sou amiga da Camila. Não a vejo há muito tempo, mas tive a felicidade de ter cruzado meu caminho com o dela em algum momento da vida. Quando soube da doença dela a primeira coisa que me veio à cabeça foi “Meu deus, como assim? A Cami não é capaz de fazer mal pra uma formiga. Porque com ela? Ela é tao querida, tão boazinha”……..mas vendo a forma como ela está lidando com tudo isso, já tenho a resposta “Deus sabe quem ele escolhe. Ele sabe qual batalha dar para cada um de seus soldados”. Aquela menina que eu sempre via como frágil e delicada se mostrou uma puta guerreira, que abraçou a causa, que não se escondeu e que mesmo diante de tudo o que está enfrentando, não deixou de olhar pelas outras pessoas. Dá pra sentir mais orgulho de alguém como ela? Não dá! E mesmo de longe, querida amiga, quero que saiba que te admiro MUITO, que torço demais pela sua rápida recuperação e que tenho certeza de que você vai ser uma pessoa ainda melhor depois disso tudo! Você está em meu pensamento e nas minhas orações! Parabéns pelo exemplo que você tem nos dado! Força, sempre! Beijos com carinho Thá

Oi Tha, que bom receber um texto seu, muito tempo sem te ver querida. Realmente, você cruzou comigo em um momento que eu estava mais frágil e sensível. Agora, passando por tudo isso reencontrei minha força que sempre esteve aqui dentro comigo. Acredito que as pessoas “ESTÃO” e não necessariamente “SÃO” sempre algo. Cada um tem todos estes lados dentro de si e dependendo do momento um deles é mais aflorado. Estou muito feliz de me sentir com uma força sem tamanho e uma paz sem dimensão; que agora acredito poder levar comigo pro resto da minha vida, se Deus quiser. Estou lendo um livro muito lindo que uma amiga me indicou chamado “Man’s searching for Meaning – Viktor Frankl”, que acho que você vai gostar de ler.. esse trecho eu me identifico muito: “…Difficul external situation gives man the opportunity to GROW spiritually beyond himself”. Espero que você esteja bem querida, muito obrigada de coração pelo texto, carinho e rezas. Estamos juntas nessa vida linda e louca. Bjão Cami

Vic, que história maravilhosa. Não tem como não se emocionar. Mas não no sentido ruim da palavra. Fiquei emocionada de ver a leveza com que a Camila encara um problema tão presente na vida das mulheres. Camila, parabéns pela sua coragem. Sou médica e tenho certeza que atitudes como a sua são extremamente importantes durante o tratamento.

Raquel, que bom que você gostou! Durante todo esse processo tenho escrito alguns textos, e leveza é uma palavra chave… Realmente às vezes a nossa vida é leve e nós nem sabemos (sabíamos), mas eu tive a sorte de poder experimentar isso, mesmo com a chegada desta doença pesada. Meu intuito não é apenas tocar pessoas que passam pelo o que estou passando, mas aqueles que não passam, que estão com saúde (graças a Deus) e médicos como você; que são essenciais para nossa cura. Muito Obrigada pelo carinho. Bjs

Adorei o post, amei a ultima frase dela. Deve ser algo tao pesado, ainda e adicionado a tudo que vc ja ta passando.

Parabens pra ela que se tornou uma pessoa melhor por isso, estou na torcida pra que tudo de certo!

bjos

Obrigada Evelyn!! Não podemos negar que esta doença é pesada sim, mas quando entramos neste mundo as vezes cruzamos com tantas pessoas do bem e batalhadoras que nos inspiram cada dia na luta. Obrigada pelo carinho.

É inevitável a relação que nós mulheres temos com nossos cabelos, mas numa hora dessa de luta, eles são a menor coisa com a que nos preocupamos. É bom praticar o desapego, cortar, mudar, assim a gente se descobre de novos jeitos, assim como a Camila se redescobriu e continuou linda.
Obrigada Camila, pelo texto lindo que nos faz refletir melhor sobre a vida e nossas prioridades.
Que Deus continue te dando força pra continuar a luta. Bjos

Obrigada Keila. Amém.
Praticamos mesmo o desapego e nesta fase vivemos na plenitude o essencial da vida – nem sempre só o lado bom, mas os sofrimentos nos fazem crescer ;) Bjo grande

Lindo, Vic. Que bom que você abriu espaço no blog para um depoimento assim. Maquiagem é muito bom, produtos para o cabelo e outros cosméticos melhor ainda, mas às vezes deixamos de lado o que realmente importa: nossa saúde. Foi bom ler esse texto para encarar a vida com mais leveza. Beijos

Vic,
meu nome é Julia Pestana, e eu tenho muito em comum com a Camila, não só no sobrenome!
Também lutei contra o câncer de mama, ano passado, com 23 anos de idade. Também raspei o cabelo. A Camila falou TUDO! Raspar o cabelo me libertou. Vejo minhas amigas preocupadas demais com a beleza e a perfeição. Tirando mil “selfies” até achar seu ângulo perfeito, falando que saíram “gordas” nas fotos. Depois da minha experiência careca vejo tudo isso de um novo ângulo. Obrigada Camila por se expor e expressar em lindas palavras esse sentimento. Que feliz coincidência nosso sobrenome e nossa história. Desejo boa sorte no seu tratamento!

Vic adoro seu blog….beijos

Oi Julia (parente rsrs? quem sabe…)
Adorei seu recadinho, que bom que vc se identificou.. quem passa por essa doença nunca deve esquecer tais sentimentos.. E vc, assim como eu, teve que enfrentar a barra ainda bem nova, algo que os médicos hoje em dia ainda se surpreendem né?? Enfim, cada um tem seu destino e acredito que ficamos mais fortes com tudo isso. Bjo grande

Parabéns Camila, é emocionante seu depoimento é tbm um exemplo maravilhoso para todas nós mulheres.
Deus te abençõe agora e sempre.

Vic, que lindo esse post! Me emocionei com a história da Camila e as as outras, dos links que vc sugeriu. Como sempre você muito delicada e muito pertinente em lembrar a nós todas que a beleza está em todo lugar, manifestada de tantas formas diferentes, plural e individual ao mesmo tempo. Um beijo enorme pra você e um outro maior pra Camila, muita força e energias positivas pra você! <3

Oi Ale!
Fico muito feliz de poder sensibilizar e tocar também aqueles que não passam por doenças assim.
Na correria do dia a dia, as vezes é bom pararmos para darmos valor as coisas mais essenciais, né?
Bjo grande

Convivi com o cancer de mama atraves de minha mãe, tinha 17 anos na epoca… Já fazem 10 anos que ela se curou. Posso dizer que a doença dela influenciou totalmente minha forma de ver o mundo, a vaidade, as pessoas, a forma de encarar a vida.
Uma doença nunca será uma bênção, mas pode se tornar muito mais que um sofrimento dependendo da forma que lidamos e aprendemos com ela.
Camila, te desejo força, amor ao redor (o mais importante) e a cura.
Vic, obrigada por mostrar a real beleza.

Grande beijo

Daniele,
Concordo mto com você; o jeito de encarar a doença pode nos levar para 2 extremos. Claro que nem tudo são flores, a doença é pesada e ninguém merece passar por isso, mas quando passamos ou vemos alguém de perto passando, podemos aprender demais com ela. Muito mais do que imaginamos… Eu já me sinto outra pessoa, com uma transformação profunda – para melhor. Que bom que vc tbm sente o mesmo, tudo de bom pra vc e sua mãe. Bjs!!

Muito especial mesmo o post, Vic, legal abrir seu espaço para um depoimento tão tocante! Camila, desejo a você muita força e sucesso na sua cura! Um grande abraço.

Vic, sou sua leitora há anos mas acho que nunca comentei antes. Fiquei especialmente tocada por esse depoimento e pela forma delicada como esse tema foi tratado. Sabemos que os assuntos tratados em blogs de modo geral são “fúteis”; roupas, cabelos, maquiagens.. Mas o que sempre te diferenciou das demais blogueiras é justamente o fato de vc dar a essas coisas a importância que elas merecem: são deliciosas,divertidas,cheirosas..mas estão longe de ser fundamentais para a vida. Isso fica claro pela forma despretenciosa, leve e sem afetação com que vc posta e também parece se relacionar com as pessoas (vide os vídeos com a sua mãe). Nesses tempos de excessos, é ótimo ver um blog como o seu. Beijos

Mercedes, se Deus quiser tudo vai ficar bem comigo, assim como ficou com a sua mãe :)
Muito Obrigada pelo carinho!! Bjs

Camila, amiga querida! Só cresceu e ficou mais linda com esta “provação” que a vida lhe deu! Exemplo de força e coragem. Conhecemos uma pessoa tão enorme e cheia de vida que não da pra sentir outra coisa que não seja orgulho e alegria! Parabéns Fava! Nunca imaginei que alguemassaria por algo tão pesado com tanta graça e beleza ❤️

Oi queridona, vc por aqui rsrs ? Obrigada de coração pela msg!
Muito tempo sem te ver, mas ainda vamos nos ver em breve para comemorar minha cura e muitas outras coisas!!! Quero uma maquiagem tbm, sem falta!! Bjocas Ani!

Não costumo comentar, mas não dá para passar não parabenizar a Camila pela força e determinação de não só superar esse desafio mas de escrever esse texto. Muita força pra você!

Obrigada Paula!!
Cada mensagem, cada depoimento, me dão mais forças ainda para chegar na vitória, se Deus quiser.
Um beijo grande

Camila sua linda! Sem palavras para descrever o orgulho que todos seus amigos (perto ou longe) estão sentindo de você. Você é um exemplo de força, amor e alegria que acho que nem mesmo você conhecia. Muito feliz e orgulhosa por ver que uma amiga minha é tão forte e do bem que consegue transformar uma coisa tão pesada em algo tão lindo e inspirador. Você é uma guerreira Fava, merece toda energia positiva quee ste mundo tem pra te dar. deus só da as dificuldades pras almas fortes que conseguem superar. Toda força do mundo pra vc cabeção!!! Bora fazer umas makes mara que esta careca linda combina com qualquer batom!!!

Obrigada again Aniiiii!!! Realmente descobri uma força que nem eu mesma conhecia, a gente se surpreende nessa vida! Muito bom poder ter amigos e novos amigos que torcem tanto por mim, isso me dá ainda mais força, pode ter certeza! E maquiagem, como já disse, estou dentro – só não estou saindo careca por aí mto.. um dos motivos é esse frio louco!!! Bjão

Lindo post! Um insentivo de força e inclusão para pessoas que passam pela mesma batalha que a Camila, que é um exemplo! Tive um câncer de pele em janeiro. Passei por uma cirurgia, fiquei com uma cicatriz considerável no abdomem, e proibida de me expor ao sol. No verão é sempre a mesma pergunta: “pq não pegas uma cozinha? Estas muito branca!” ou “Estas tão pálida… Cara de doente.
Estas bem?”. Como se não bastasse a doença os perrengues da vida cotidiana ainda temos que quebrar certos paradigmas estéticos. Mas nessa trajetória fiquei ainda mais próxima da maquiagem, que melhorou minha alto estima e me tornou uma pessoa mais segura. Gostaria de ler mais posts similares, se não com casos como o da Camila, histórias de como a maquiagem pode ser um instrumento importante na vida de muitas pessoas.

Que delícia poder encher seu peito de emoção Larissa!
Fico muito feliz que tenha gostado do post. Bjo grande

Camila, Jesus está com você em cada segundo do seu caminhar. Nunca se esqueça disso. Tenha fé, que daqui há alguns meses vamos ler outro texto aqui no blog , porém com um título diferente: A visão da Camila sobre a vida depois da cura do câncer.
Parabéns Vic, continue assim desse seu jeito tão especial (que msm não conhecendo-a pessoalmente sabemos que é assim)
Bjs e Deus abençoe as duas.

Que assim seja, Paula!!!
Já estou ficando inspirada por este novo texto, tomara que em breve eu esteja curada, graças a todos os tratamentos e muito amor! Bjss

Que post mais lindo, isso faz a gente repensar em como preocupamos com coisas tão secundárias, realmente nunca imaginamos passar por uma situação assim. Um grande beijo e obrigada pelo seu relato!

Não pude deixar de comentar. Minha irmã teve câncer, também é jovem e admirei a forma com que lidou com essa situação tão difícil, sempre com humor e otimismo. E lendo esse depoimento, vendo as fotos da Camila, percebo que ela também mantém o humor e um sorrisão no rosto. Que bonito ver pessoas que lidam com as adversidades com tanta bravura. Ao acompanhar essa etapa na vida da minha irmã aprendi a ver a minha vida com mais suavidade, a dar um novo significado àquilo que nos é corriqueiro e costumamos ignorar, sinto que me tornei uma pessoa melhor e sou muito grata a ela por isso, assim como agradeço a ti pelo belo texto e exemplo de pessoa que és. Desejo tudo de bom a você, muito amor e felicidade.

Obrigada também por compartilhar suas experiências Fernanda.
Que bom que vocês puderam passar por isso de uma forma positiva – assim eu também procuro – claro que dentro dos limites (as vezes bate cansaço – mas logo temos que voltar a luta). Se Deus quiser também estou saindo dessa e valorizando cada vez mais o essencial da vida. Bjsss

Camila,lindo texto.Obrigada por tudo que disse,é tão bom ler o que pessoas que passaram por aquilo que você vai passar,estou no processo de aceitação do câncer aos 23 anos e o fato de ficar careca também.Voce é uma guerreira muito linda,te desejo toda força do mundo.

Oi Carolina!
Obrigada pelo carinho e pela coragem de expor também sua história.
Saiba que posso te ajudar, se precisar conversar com alguém que já passou por isso.
E saiba também que nem tudo são flores, que aceitar estar cansada e triste, faz parte. Mas temos que tentar não deixar o sofrimento tomar conta da gente, desabafar, conversar e depois sorrir e levantar a cabeça para lutar, ta? Se Deus quiser vamos sair dessa ainda mais fortes! Bjo grande e força.

Carolina, muito obrigada pela força e pela coragem de expor sua história.
Saiba que nem tudo são flores (acho que o diagnóstico é uma das partes mais difíceis – pelo menos pra mim), que tem horas que vc tem que se permitir chorar, desabafar, estar cansada. Mas acredito que o segredo é não deixar este sofrimento tomar conta de você – peça ajuda, tente se levantar e seguir sorrindo e lutando porque se Deus quiser vamos sair pessoas ainda melhores depois de tudo isso. E saiba que se quiser conversar com alguém que tenha passado por isso, estou a disposição ;) Um beijo grande e força Carol!!!

Vic parabéns pelo blog , me apaixonei pela maquiagem nele. E Camila se for o caso e quiser procure vídeos no youtube sobre BIONEUROEMOCION do Enric Corbera. Bjs

Poxa que texto incrível, admiro como nós em momentos de dificuldades fazemos o impossível para nascer uma garra enorme. Como é bom se redescobrir e se reavaliar constantemente! Parabéns Camila Pestana por dividir um sentimento tão nobre com nós leitores, te desejo toda saúde e felicidade, daqui algum tempo você verá que foi só uma fase, uma fase para se permitir, uma fase de crescimento interior. Parabéns Vic por compartilhar uma história tão linda! Adoro o Dia de Beauté, sou uma fã!

Obrigada de coração Eliane!
Se Deus quiser vai ser apenas um capítulo da minha vida, que vai ficar no passado e levar muitos aprendizados para viver melhor no futuro ;) Muita saúde para todas nós. Bjo grande

Camila, qdo eu encontro uma pessoa pela primeira vez, o que mais que chama a atenção são os olhos. Sei que é preciso muita coragem, garra, paz interior e perseverânça nesta luta pela vida. MAs seus olhos são lindos, francos, livres e fortes, eles não desistiram. Acho que assim como vc. Vc é mais que seus cabelos, vc é o que seus olhos demonstram. continue assim! bjs Cris

Que linda sua visão Cristina, gostei muito!
Realmente não desisti e nunca vou desistir! Porque apesar do sofrimento, a vida é linda!
Beijo grande e obrigada.

Camila obrigada pelo depoimento e se quiser procure BIONEUROEMOÇAO. Tem muitas conferências no youtube tb. Garanto que é um mundo novo se abrindo. Bj carinhoso para vc e para Vic

Vic,
Não sei se le todos os comentários, mas escrevo esse na esperança que leia. Minha melhor amiga esta com cancér e pude acompanhar de perto todo o relato da Camila. É complicado para a pessoa passar por isso, mas é mais importante ela saber que continuamos a amando de qualquer forma.
Eu e minha amiga formos homenageadas no clip da música Amigo Velho do Falamansa pela nossa estoria de amor, carinho e perseverança.
—-clipe aqui— http://youtu.be/tWrqzKmpAps
Bjokas

Malu, espero que sua amiga esteja bem!
Que bacana a homenagem! Um beijo grande pra vc e pra ela ;)

Fico feliz que minha história tenha te tocado, Stephany.
Muito bom sentir a emoção e a torcida dos outros, mesmo sem te conhecer pessoalmente.
Bjo grande

Nossa, linda reflexão!
Eu já fiz minha loucura de cortar os cabelos, estavam na cintura e cortei chanel! Uhuuuul! Sim, foi ali que percebi que, sim, cabelo cresce e resolvi várias questões “cabeludas! hahaha.
Mas nada está comparado a força que ela passou com as palavras. Parabéns Camila, pela coragem de se expor e a Vic pelo texto, um verdadeiro presente.

Ótimo final de semana! ;-)

Fique muito emocionada com o texto! Saiba que rezarei por vc e tenho certeza que Deus está ao seu lado! Muita força Camila!

Tenho uma relação muito próxima e muito doída com o câncer, foram muitas pessoas queridas afetadas. Mesmo assim, o que mais me surpreendeu nas fotos foi: que cabelo? com um sorriso desse tamanho, não dá nem pra reparar em cabelo, careca, peruca rosa…

Obrigada!!
Temos que seguir sorrindo né Sonia!? Apesar de alguns dias serem mais difíceis.
Bjocas

Oi Vic e Camila, Fiquei feliz e orgulhosa em ler em um blog de beleza que adoro um depoimento tão profundo e que me toca intimamente. Fazem 2 meses que meu pai descobriu estar doente e estamos ao lado dele batalhando dia após dia. Como tão pouco tempo mudou a minha vida, meus conceitos (e pré conceitos) e valores!
Camila, desejo para você e para todos que estão do seu lado muita força e muita coragem!! Bj grande!!!!

Obrigada Gabi! Muita força para todos nós, essa corrente de amor vai nos ajudar a vencer. Força para o seu pai e para vocês! Bjo grande querida

Camila, vc não precisa de cabelo (nem ninguém)! Vc é linda por fora (como podemos ver) e por dentro (conforme vários comentários). Que bom que diante de uma dificuldade vc teve forças para se achar! Torcendo por sua recuperação!

Que linda, obrigada Michelle!!
Se Deus quiser daqui a pouco este capítulo fica para trás.
Beijo grande pra vc.

Hoje 25.07.2014. Fazem 3 meses que fui operada de tumor na papila duodenal, e muito agressivo mas correu tudo bem durante e apos cirurgico. Estou aguardando resultado de exames para segunda parte do tratamento a quimioterapia, estou preparada para passar a maquina no meu cabelo, nao me importo em
Ficar careca pra mim o importante e ver as minhas bem tento psssar pra elas o melhor que o cancer tem cura nao vai ser o cabelo que me vai fazer desistir da vida que Deus me deu..

Marilei, total!! Nunca desista, tbm nunca vou desistir.
A vida é muito linda e ao mesmo tempo misteriosa; não sabemos porque cada um tem que passar por certas dores, mas temos que aceitar e tentar tirar o melhor do que aparece para nós. Um beijo grande e força!

Victorinha, que gentileza da sua parte nos permitir lermos o que a Cã tinha a dizer sobre este tema tão difícil! Amei, parabéns Victória e parabéns, força e mais e mais bençãos na vida da Cã! Que Deus ilumine e guie nossos passos! Amém! Bjus te adoro

Victoria , bom saber que seu blog ainda tem espaço para jornalismo de verdade e não blogueirismo fútil. Te admiro como jornalista, gosto dos seu texto e também gosto de maquiagens e etc. Mas essa incitação ao consumo exacerbado no trabalho de suas colegas blogueiras, isso não é jornalismo. Adorei esse post. Espero que continues alimentando seu talento para a arte de reportar , sem exagerar nessas picuinhas fúteis que só mesmo uma garota muito estúpida gosta, infelizmente a maioria das brasileiras.

Certas coincidências são incríveis.Minha mãe acabou de descobrir um câncer de mama,está bem no início e a princípio ela não vai precisar de quimio.Mas ler o relato da sua amiga foi bom,bom por saber que nosso sofrimento não é único e por ver alguém encarando isso de forma tão corajosa mas sem ser dramática,esse tipo de coisa inspira a seguir em frente sem mágoa ou rancor.Desejo melhoras pra sua amiga,agradeça a ela por involuntariamente estar ajudando algumas pessoas a superar essa situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias:
Tags: