A beleza poética da alta costura da Dior

24/01/17
Por Ali

Estrelinhas douradas polvilhadas pela bochecha ou, em versão mais discreta, só duas delas nos olhos, ora no canto interno, ora no centro da pálpebra inferior das modelos – a beleza do desfile de alta costura primavera-verão 2017 da Dior, que aconteceu ontem em Paris, foi pura poesia, pura delicadeza. Daquelas que você olha e suspira, não pelo grau de elaboração (pelo contrário, é relativamente simples!), mas porque encanta mesmo!

Peter Philips arrasou mais uma vez com esse toque especial das estrelinhas, nem precisa dizer que já estou doida para copiar! No mais, o resto da beleza, definida por Peter como “pré-Rafaelita modernizada”, era bem suave: pele luminosa com blush bem rosa (Diorblush 756 e 876 – aqui), olhos sem rímel destacados só com um traço de lápis bege na linha d’água e lábios discretos com o batom Dior Addict Lacquer Stick cor 550 Tease (lançamento internacional em fevereiro), que dá aquele efeito hidratado com leve tom rosinha.

O cabelo também seguiu a inspiração pré-Rafaelita, com ondas suaves criadas por Guido Palau e, para dar o toque final, enfeites do top chapeleiro britânico Stephen Jones.

Achei mágico! Depois do desfile a Dior deu uma festa aproveitando o mesmo cenário, um jardim secreto encantado, que também estava de suspirar! Tem fotos inspiradoras lá no Além da Beauté.

Fotos: {Divulgação Dior}

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

2 respostas em “A beleza poética da alta costura da Dior”

Foi realmente encantador!!!
Vic, onde vc consegue fotos que ampliam tanto? São ótimas para ver os detalhes do bordado! :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias:
Make ,
Tags: