Dicas e práticas possíveis para se tornar um consumidor sustentável

15/10/21

Sustentabilidade, essa palavra tão falada nos dias de hoje, nada mais é que um conceito referente a ideias, estratégias e atitudes ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas. Com o aquecimento global e outros danos causados por ações do homem na Terra, temos urgência em repensar nossas ações individuais e coletivas.

Ainda que esse termo seja associado principalmente ao meio ambiente, é preciso que as preocupações referentes a ele caminhem junto aos pilares social e econômico para que a vida no planeta se faça possível e próspera para todos. O tempo está passando e precisamos agir. 

Vivemos numa sociedade onde comprar e vender faz parte do nosso cotidiano, e no calor do momento não percebemos que esses atos corriqueiros podem ter reflexos negativos sobre o meio ambiente e a vida de outras pessoas. Tudo isso como reflexo da ideologia do consumo, vendida com tanta eficiência pelo mundo corporativo e pelos governos. 

Porém, há inúmeras atitudes que podem (e precisam) ser tomadas para aliviar esses impactos e tudo começa através do consumo sustentável. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, isso implica na escolha de produtos que:

. Utilizem menos recursos em sua produção;
. G
arantam empregos decentes aos que produziram;
. S
ejam facilmente reaproveitados ou reciclados;
. Sejam realmente necessários.

De onde vem este produto que estou comprando? Como é feito? De onde é extraída a matéria prima ou quem é responsável por sua fabricação?

É importante se perguntar: de onde vem este produto que estou comprando? Como é feito? De onde é extraída a matéria prima ou quem é responsável por sua fabricação? A marca do seu tênis ou da sua roupa financia mão-de-obra escrava?

São esses questionamentos que nos torna consumidores verdes – que além de buscar a melhor qualidade e preço, inclui a variável ambiental, dando preferência a produtos e serviços que não agridam o meio ambiente, tanto na produção, quanto na distribuição, no consumo e no descarte final. 

Algumas atitudes que fazem toda a diferença nesse processo são:

. Consumir alimentos, bebidas e cosméticos com poucas ou nenhuma substância prejudicial à saúde, como agrotóxicos;
. Garantir ciclo de vida mais longo para os produtos, diminuindo a necessidade de substituí-los recorrentemente.
. Pressionar empresas a fim de que incluam a preocupação com o meio ambiente entre as prioridades em seus processos de produção e descarte;
. Diminuir a quantidade de resíduos lançados na natureza;
. Incentivar a economia circular, com destaque para o reuso, manutenção e reciclagem de insumos;
. Substituir combustíveis fósseis (carvão mineral, petróleo e derivados) por fontes de energia limpa, com economia para o consumidor a médio e longo prazo

Essas mudanças no nosso comportamento são cruciais para que o futuro realmente aconteça. Que tal adotar uma nova postura começando agora? Confira 9 dicas simples para implementar esse conceito na sua rotina diária:

. Evite o desperdício de alimentos;
. Aprenda reutilizar e reciclar;
. Troque o carro por outras alternativas;
. Use o crédito de forma consciente;
. Separe o lixo reciclável;
. Faça compostagem em casa;
. Consuma energia elétrica com mais cautela;
. Reduza o consumo de plastico;
. Compre direto do produtor.

Como consumidora, venho fazendo essa transformação paulatinamente ao escolher o que entra na minha casa e o que uso no meu cotidiano. Não é uma tarefa fácil (eu sei, eu sei!), mas o nosso poder de compra é uma arma poderosa nessa dinâmica. Escolher empresas que abracem a sustentabilidade para gastar o nosso dinheiro é uma forma de forçar outras a fazerem o mesmo. 

Venho, há algum tempo, ressignificando a forma como eu cuido do corpo em que habito. Aprendi a fazer meu shampoo sólido, meu hidratante corporal, minha pasta de dente. Reutilizo as embalagens de vidro, fiz uma composteira e conheci o trabalho lindo de uma cooperativa em Alto Paraíso, cidade onde moro – se chama Recicle Alto, e deixo lá meus resíduos sólidos (plástico, papel e alumínio) para reciclagem.nos pontos de coleta espalhados pela  cidade:: Posto Vale da Lua, em frente a Escola Espaço Sofia, ao lado do Mercado Paulista,em frente a Padaria Santa Maria e na estrada da Vila de São Jorge.( caso você venha fazer uma visitinha.( rs).

Por fim,  para te ajudar nessa caminhada de colaborar com o meio ambiente onde todos estamos como aprendizes, vou dividir algumas das minhas receitas de beleza favoritas (e fáceis de fazer!):

Desodorante Natural 

. 20 ml de água filtrada;
. 30 ml de leite de magnésia;
. 5 gotas de Óleo Essencial de Melaleuca;

Modo de Preparo: Coloque todos os ingredientes num frasco spray, agite bastante e sempre que for usar dê algumas chacoalhadas.

 

Água Termal Caseira Antioxidante

. 40 ml de chá verde (já pronto e se possível orgânico);
. 2 colheres de suco de pepino
. 3 ml de Óleo Vegetal de Jojoba
. 3 ml de Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta
. 3 ml de Óleo Vegetal de semente de Uva
. 5 gotas de Óleo Essencial de Lavanda

Modo de preparo: Coloque todos os ingredientes num frasco spray e mantenha-o sempre na geladeira. Use ao longo do dia, sua pele irá te agradecer!

Creme Corporal

. 100 gramas de manteiga de rosa mosqueta (base hidratante)
. 100 ml de Óleo Vegetal de Jojoba
. 50 ml de Óleo de Coco

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes numa vasilha e bata com uma espátula grande ou, de preferência, com um mixer. Quando a mistura estiver bem homogênea, armazene em potes de vidro. Indicado para pele do corpo e rosto.

 

Unguento Milagroso – para alergias e assaduras de bebês (ou para peles sensíveis)

. 1 gota de Óleo Essencial de Camomila Azul
. 1 gota de Óleo Essencial de Lavanda
. 1 colher de café de Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta ou Pracaxi

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes e use sempre que for necessário (rende uma aplicação) 

 

Pasta de Dente Natural

. 2 colheres de sopa de óleo de coco
.
2 colheres de sopa de xilitol
. 1 colher de chá de bicarbonato
. 8 gotas de Óleo Essencial de Hortelã Pimenta
. 4 gotas de Óleo Essencial de Melaleuca

Modo de preparo:  Prepare um pouco de água quente, misture todos os ingredientes numa tigela, faça num banho maria (fora do fogo), e por último acrescente os óleos essenciais. Coloque em pequenos frascos de vidro e se possível, quando for usar, retire com uma espátula ou colher de café.

{Fotos: reprodução Pexels}

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

One reply on “Dicas e práticas possíveis para se tornar um consumidor sustentável”

Ótimas as dicas dadas no texto.
Amei as receitas e a do creme dental foi com certeza, minha favorita.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Categorias:
Tags: