Francesinhas delicadas são o hit do momento entre as nail arts

14/10/21

Que cringe o que! As francesinhas, provavelmente o estilo de nail art mais clássico de todos os tempos, estão vivendo um super auge neste momento – mesmo com as gen Z brasileiras torcendo o nariz, como aponta aquela lista engraçada que gerou polêmica recentemente. Só que agora elas chegam em versões ultra fininhas e mimosas, bem discretas e com cores inesperadas, entregando aquele toque especial para quem ama fugir do esmalte liso.

Já fizemos esse super post aqui no ano passado contando todas as lendas que envolvem o surgimento desse tipo de decoração nas unhas e apresentando inspirações ultra criativas que estavam bombando na época – vale demais a leitura. Mas agora vamos focar nessas delicadezas sem fim que estão tomando os nossos corações nos últimos tempos.

Batizadas de “baby french manicure” pela Vogue britânica, essas francesinhas vêm sendo vistas como um respiro após tantas pirações nas unhas que rolaram durante a quarentena, naquele frenesi do faça você mesmo (até fizemos esse post aqui pra quem quisesse embarcar no espírito de nail artist que estava dominando o mundo todo, lembram?). Podemos dizer então que a “francesinha 2.0” é a unha pós-pandêmica, um meio do caminho entre a estética limpa de antigamente e as loucurinhas da quarentena – ou uma maneira de trazer um pouco de cor e charme para a vida que começa a voltar ao normal. 

Além de fofíssimas, entre seus pontos positivos estão a baixa manutenção e a versatilidade, já que a predominância é de unhas com base nude, respeitando os primórdios da francesinha. Aí é só deixar a criatividade rolar nas pontinhas, que têm vindo de tudo que é cor – das branquinhas puríssimas aos coloridinhos irresistíveis.

A manicure britânica Harriet Westmoreland, nome forte do momento, é uma das maiores referências nesse estilo. Dá para passar horas no seu perfil babando nas francesinhas fininhas feitas com tanto esmero (confiram o Instagram dela aqui – a Vic, chiquérrima, já teve a chance de conhecer seu trabalho nas próprias mãos, alerta inveja da equipe!).

Além do traço ser bem estreitinho, tem o detalhe do cantinho levemente arredondado, mesmo em quem prefere unhas retas. Também vêm junto duas variações bem singelas: a francesinha invertida, com o traço vindo bem rente à raiz formando um arco, e a francesinha dupla, que une a baby french manicure tradicional com a invertida, criando um efeito bem legal.

Quer adotar o look? Então é melhor levar as fotos desse post para uma manicure com mãos bem firmes! Pelo traço certeiro e com acabamento impecável, dizem por aí que é praticamente impossível fazer em casa por conta própria. Tem que ter muita precisão! Mas também nada que alguém com muita paciência e boa vontade não consiga atingir com dias e dias de treino. Não custa tentar.

{Fotos: reprodução Instagram}

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias:
Unha ,
Tags: