Princesscore, angelcore e fairycore: as aesthetics mais encantadas da maquiagem

18/05/21

Prepare-se para embarcar em um mundo encantado! Nele, princesas, fadas e anjos vivem em harmonia com suas bocas melecadas de gloss e olhos transbordando glitter. A sensação é de que atravessamos o campo – preferencialmente após o chá da tarde – e fomos além, descobrindo um universo mágico por detrás das matas ocultas.

Estamos falando de três aesthetics que vêm inspirando a maquiagem com um romantismo um pouco mais brilhoso e dramático que o cottagecore. Apesar de serem bem semelhantes, com alusão à natureza e à moda da Idade Média, cada um possui traços específicos que sutilmente os diferenciam entre si.

Baseado nas representações da realeza nos contos de fada, o princesscore traz uma dose de riqueza aos elementos bucólicos, incluindo rosas, pérolas e referências ao ouro no visual camponês. É como se as princesas da Disney tivessem cruzado com fadas madrinhas que se empolgassem para além dos vestidos e penteados, criando makes fantásticos.

Já o angelcore brinca com simbolismos religiosos, adicionando vistosas asas angelicais no canto dos olhos e lúdicas lágrimas de penitência escorrendo pelas bochechas. Estrelas e luas brilhantes também entram nessa festa, assim como nuvens e efeitos holográficos. O fairycore, por sua vez, é um pouco mais colorido, celebrando as asas das borboletas, os cogumelos vermelhos e as mais diversas flores – sem falar das orelhas pontudas criadas com próteses.

Viaje agora mesmo por esse reino de fantasia na galeria abaixo – e, se quiser ir além, tem mais esse board no Pinterest com muitas outras referências. Esse é o último de quatro posts que fizemos sobre as aesthetics que estão sendo criadas pela gen Z como forma de expressão, leia também sobre cottagecore (aqui), lovecore (aqui) e indie (aqui).

{Fotos: reprodução Instagram}

Comentários

(Veja Todos os Comentarios)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias:
Make ,
Tags: