Um balancinho rápido direto do SPFW

Vocês estão acompanhando a cobertura pelo Twitter e Flickr? (ambos entram aqui no blog também, ali do lado!) Porque tá difícil de conseguir atualizar o blog hehehe!!

Mas vou fazer em tópicos um breve balanço do que vimos até agora. Lembrando que eu não gosto muito da palavra tendência por parecer uma coisa obrigatória, prefiro que vocês entendam as “tendências” como ideias pra experimentar tá?

E quando acabar posto aqui meus cabelos e maquiagens de todos os dias to até conseguindo tirar foto, vou dar detalhes dos produtos e etc e tal!

. SOBRANCELHAS APAGADAS são mesmo um hit, apareceram em quaaase todas as passarelas. O negócio é que não é tão fácil de incorporar para quem sai da realidade pele clara + cabelos claros, biotipo que tem naturalmente a sobrancelha mais fina e mais clara. Se você quer brincar disso tem que olhar no espelho e ter uma conversa franca com ele. E lembrando que se você apaga a sobrancelha (pode ser descolorindo – radical – ou com corretivo – temporário) fica meio sem expressão no rosto então é bom dar um up na maquiagem do olho.

. GLITTER! Eu que amo brilho obviamente também amo essa história de glitters aparecendo por aí, teve prata, preto, azul, dourado, roxo… O Max Weber usou o da 25 de março mesmo, mas colou com o Eye Seal da Make Up For Ever (que não vende no Brasil), você pode usar algum produtinho cremoso antes pra segurar os glitterzinhos no lugar.


Glitter azul na Priscilla Darolt

. CÔNCAVO é uma palavra importante no inverno. Vocês sabem onde fica o côncavo né? É a dobrinha do olho ali em cima da pálpebra móvel, e um lugar que os maquiadores tão adorando ressaltar com sombra – marrom, cinza, preto, marrom meio vinho – você pode aplicar no côncavo todo ou seja, em toda a extensão do olho. Isso deixa um formato mais amendoado e é um jeito legal de usar sombra sem precisar pintar a pálpebra toda (só mais um jeito de maquiLar né?)


Côncavo marcado com marrom na Iódice

. SEM RÍMEL. Oi, eu que não pretendo sair sem rímel por aí!!! Mas essa onda de não passar rímel nas modelos faz parte de uma macrotendência da maquiagem monocromática – nude – onde nada se destaca, o rosto fica todo harmônico. Conversei bastante com Terry Barber, maquiador da MAC gringo, sobre esse assunto e ele disse que além do jogo de luz e sombra e das diferentes texturas e da pele simplesmente perfeita que fazem parte dessa maquiagem “nada” mas que é bem da elaborada, é importante que os cílios não pulem. Como adaptar isso na vida real? Rímel marrom! Que define e levanta o olhar mas com bem mais delicadeza do que o preto.

. COR NO INVERNO vimos algumas sombras vinho por aí, eu adorei porque to ficando bem apegada a essa cor pra usar no olho, no desfile da Animale ela foi usada embaixo do olho (eu fiz um vídeo depois posto). E um outro jeito de usar cor bem fofinho apareceu no Alexandre Herchcovitch, sombra azul marinho em toda pálpebra até o côncavo, dourado no canto interno e laranja rente aos cílios de baixo (é a Aquacolor da Kryolan, laranja).


Alexandre Herchcovicth (e olha também a sobrancelha apagada)


Pigmento vinho Heritage Rouge (MAC Pro) pra Animale


Olho com vinho embaixo na Animale (isso é uma foto da foto hahaha)

. PRESOS FOFOS ai é tão maravilhoso ver cabelos presos desse jeito que eu adoro – bagunçadinho e “não fiz esforço” na passarela! Amei os coques podrinhos da 2nd Floor e da Iódice, amei o preso fofo da Simone Nunes e o engraçadinho da Amapô.

Presinhos da Simone Nunes e da Amapô (fotos do Paulo Reis pro site da RG Vogue!)

. RAIZ JUSTA isso significa cabelo bem esticado e puxado pra trás, às vezes colado na cabeça com gel ou mousse. O resto pode ser como você quiser: solto liso, solto com ondas (anos 40, adoro), preso… É outra alternativa pro cabelo com topetinho.


Desfile da Cori – raiz justa e ondas anos 40 (tem que fazer babyliss pra dentro e soltar com uma escova de cerdas macias pra dar esse efeito!)

Mais tarde volto com mais coisas – incluindo o batom da Maria Bonita Extra, mas não adianta vocês ficarem ansiosas porque para fazer a cor EXATA vão ter que esperar os produtos do Duda Molinos chegarem nas lojas (coisa de um mês) – o batom pink é dele e o vermelho é o mate da Vult.

E sobre o Duda, vi que tem várias pessoas falando que não chega nunca e etc e tal, o negócio é que a gente tem que entender que as coisas demoram mesmo (infelizmente), pra desenvolver, fabricar etc etc, e agora eles tão fazendo uma estratégia de lançamento que inclui fazer preview no SPFW – no lounge da Vogue! Mas como eu já disse aqui uma vez, paciência meninas, que vai valer a pena!!! Agora falta pouco hehe!!

Té mais tarde!