Democratizando

Olhem só que interessante. Há mais ou menos um ano a Kérastase foi meio “revolucionária” e lançou uma linha com dois produtos de tratamento especificamente para usar durante o sono. Hidratar o cabelo durante a noite não é nenhuma ideia inovadora, quantas vezes você já não foi dormir com máscara capilar no cabelo, pra depois acordar e ter que lavar? A parte legal era que o produto não pesava no cabelo, você podia acordar e sair, e ele era super potente. Porque será que eu to falando no passado né minha gente, se o produto ainda tá aí pra vocês comprarem e se divertirem hahaha. Mas enfim, os dois Noctogenists, pra cabelo grosso (em creme) e fino (em spray) viraram produto de cabeceira de muitas meninas, incluindo euzinha. Aqui tem o post de quando eu conheci o produto.

Bom, como vocês sabem, a Kérastase é da L’Oréal, mas de uma divisão mais top . E eis que, um ano depois, essa mesma tecnologia, que consumiu os cientistas dos “laboratórios avançados da L’Oréal” (eles falam assim, eu acho tão Jetsons!), é empregada em um produto da Elsève, e chega às prateleiras de todos os supermercados, ao alcance de todas as mulheres, por um preço amigável.

Trat Noturno

Massa né?? É a nova linha Elsève Nutrição 10x, com geléia real (que eles dizem que contém 10 nutrientes essenciais para tratar o cabelo). Tem tudo, shampoo, condicionador, máscara e leave in, e o tratamento nutritivo noturno! Que tem até uma cor diferente, pra chamar a atenção. O preço? R$ 11,90. Contra R$ 92 do Noctogenist. Vou testar e conto pra vocês.

Isso pode nos ensinar duas coisas. A primeira é que, no fundo, Elsève e Kérastase não tem tanta diferença como o preço pode sugerir (digo, tanta, porque uma certa diferença tem, de ser mais potente e tal, mas se você não pode ter um saiba que a qualidade do outro é muito boa). E a segunda é que sempre vale a pena ficar de olho no que as marcas mais tops lançam, porque em breve essa tecnologia vai chegar com um preço mais amigo.

Um outro exemplo da democratização: em julho a Maybelline lança nos EUA seu rímel vibador, que importa a ideia do Ôscillation da Lancôme (ambos são L’Oréal). O Pulse Perfection vai custar US$ 15.

Outro exemplo (mas que não segue o raciocínio “emprestando a ideia do mesmo grupo”) é o rímel ouriço, da Givenchy (LVMH), que já ganhou sua versão farmácia com a L’Oréal, que lançou o Telescopic Explosion. A mesma ideia da escovinha do rímel em forma de ouriço. Na Inglaterra (ainda não chegou nos EUA) o Telescopic custa £6, mais ou menos R$ 24. O Phenomen’eyes aqui tá R$ 120 em média… Só falta o Explosion chegar no Brasil né mas isso são outros quinhentos.

rimel