Uma coisa que adoro fazer é descobrir marcas novas de roupas e acessórios, com olhar fresh, propostas originais, produtos que saem do lugar comum ou que você não vê em todo canto. Contei alguns desses achados recentes na minha coluna de março na Glamour!

Entre as internacionais, vale ficar de olho na Pop & Suki, das bffs Suki Waterhouse e Poppy Jamie, que faz bolsas fofíssimas e customizáveis que estão bombando em Londres. Também ando in love com as bolsas durinhas da Manu Atelier – essa rosa mini é um charme! (Mas na hora do vamos ver, não resisti e escolhi a versão verdinha que tem tudo a ver com a paleta de cores do Dia de Beauté hehehe tem foto minha com ela nesse post aqui).

Ainda nos acessórios, descobri a Alison Lou pelo Instagram e desejei de cara as joias delicadas, mas divertidas da marca americana. De roupa, estão no meu radar as peças com ar vintage da HVN, neomarca da it girl Harley Viera-Newton – adoro o estilo da Harley – e as camisas e vestidos estampados cheios de charme da francesa Réalisation Par (usei um dos vestidos no Paris FW, postei aqui).

Das marcas brasileiras, destaque para a Dhela, nova empreitada de Daniella Helayel, aka criadora da Issa, que foi sucesso absoluto e era usada até por Kate Middleton – super feliz com a volta da Dani para a moda. Nem sei expressar meu amor por esse terno dourado, toda vez que uso é um puro sucesso, nível ser elogiado por desconhecidos, não é sempre que as roupas têm esse poder! A primeira coleção chegou agora nas lojas, no Brasil dá para comprar na xxxxx. De acessórios estou amando as bolsas com padronagem de mosaico da Hands of Indigo, um trabalho super especial, e os óculos cheios de personalidade e com processo de fabricação bem único da Lapima. Todos os materiais são high end e o design é bem interessante e diferente.

. . .

Imagens inspiradoras em uma das minhas cores favoritas: branco! Tão simples, tão maravilhoso.

No Pinterest do DDB tem mais, confiram aqui.

Aqui está minha coluna Além da Beauté na Glamour de fevereiro, com diquinhas variadas de viagem – planejamento, mala, aeroporto, compras, no destino final…

E como os textinhos que entram na revista não são muito longos, abaixo tem a versão “bônus” com mais dicas!

. Antes de tudo, as burocracias: confira se o passaporte está em dia, se precisa de visto etc. Faça checkin antes, escolha seu lugar no avião e chegue com tempo no aeroporto. Muitas coisas podem dar errado em viagem, então é melhor não dar bobeira – começar com estresse já estraga a experiência!

. Aprenda a fazer mala – algumas pessoas têm facilidade, outras não, mas vale a pena exercitar: quanto mais bagagem, mais complicada fica a logística da viagem. Eu sempre planejo a mala com no mínimo dois dias de antecedência, faço um calendário com os compromissos que terei no destino final, crio um moodboard (o Pinterest é ótimo para isso), planejo os looks e tenho um checklist para ver se não esqueci nada. O maior segredo é não querer “se mudar”, leve só o que vai usar, tanto de roupa quanto de acessórios e cosméticos. Consigo viajar com mala de mão por até 6 dias – é uma enorme facilidade!

. Ainda sobre mala: montar looks super elaborados pode ser uma tentação, mas pense também na praticidade (peças que você pode repetir, sapato confortável para andar o dia todo) e em adequar as roupas para o lugar onde está indo – para isso também gosto de olhar o Pinterest e fuçar no Instagram alguns endereços do meu destino para ver mais ou menos como as pessoas se vestem, se é mais ou menos formal, se pede roupas mais fechadas, além, claro, de considerar o clima.

. Planeje a viagem – seja a trabalho ou a lazer, é sempre bom ter um roteirinho, mesmo que você não obedeça 100%. Gosto de pesquisar sobre o destino, se é a primeira vez que estou indo, para entender os bairros legais para visitar, restaurantes que valem a visita, museus, lojas. Não tenho um site único, passeio em vários (como o da Condé Nast Traveller) e também uso apps como o Insiders, onde você pode seguir várias pessoas legais e ver os lugares favoritos delas, ou pesquisar pela cidade. Também peço dicas para amigos que conhecem o lugar e depois cruzo todas as informações para chegar na lista final de lugares que quero ir! Aí é só organizar os passeios por bairros e reservar os restaurantes – super importante (uso o app do Open Table). Se não deu tempo de grandes planos tenho um truque para saber quais são as áreas legais para passear: procuro as lojas bacanas, como as das grandes marcas de luxo, como Chanel e Dior, que são como âncoras, ou descoladas como a Aesop, que sempre se instala em bairros interessantes.

. Leve uma troca de roupa na mala de mão – assim se algo acontecer com sua bagagem você pelo menos tem isso! Se o quarto do hotel ainda não estiver liberado para check in, você também pode se trocar e já sair para passear.

. Vai fazer compras? É sempre bom estabelecer um budget para isso e tentar não “queimar” tudo na primeira loja que entrar – senão você vai passar o resto da viagem com vontade! A não ser, claro, que tenha pouco tempo. Nesse caso, pesquise antes o que quer para não ficar maluca com tantas opções, veja no site da marca onde ela está disponível na cidade e já vá focada.

. Gosto de aprender a história do local e algumas curiosidades, mesmo que a viagem seja curta – faz você vivenciar muito melhor a cultura. E também algumas palavras chave – oi, tchau, por favor e obrigada garantem um tratamento muito mais simpático!

. Procuro entrar em pelo menos um museu e visitar pelo menos um ponto turístico famoso do lugar – tiro fotos, claro, mas não esqueço de olhar a paisagem! Por outro lado também adoro achar um café ou praça que não seja tão turístico para passar o tempo só olhando o movimento das pessoas.

. . .

Estreando um novo formato de vídeo hoje: TV Beauté Entrevista! E a primeira “vítima” não poderia ser mais especial, Johanna Stein-Birman, amiga querida e uma das mulheres que eu mais admiro – pelo estilo, pela personalidade, pela bagagem cultural… Sempre aprendo alguma coisa quando estou com a Joh, e estou feliz de poder ter ela compartilhando um pouco desse conhecimento e dessa chiqueza aqui no Além da Beauté!

Adorei esse formato e estou feliz com a resposta de vocês, pelo que já deu para sentir pelos comentários do YouTube – vou com certeza fazer mais vezes!

Produtos & afins que ela cita:

  • Lush Lip Tint Lychee – Bite Beauty
  • Perfume Rose of No Man’s Land – Byredo
  • Hidratante Ciclaplast – La Roche Posay
  • Rice paper – Palladio
  • Lápis Blackwing – Palomino
  • Luminizing Moisture Tint – Jouer
  • Un-Powder – RMS
  • Crème Eyeshadow Crayon – Jouer

Terminada a maratona das semanas de moda, depois de ver muitas coisas incríveis em Londres, Milão e Paris, estou cheia de assunto para os próximos meses! Mas, antes, resolvi reunir nesse post todos os meus looks e contar um pouco sobre eles – porque escolhi uma determinada combinação, a ideia por trás, alguma curiosidade… Coisas que não falei no Instagram ;)

Me contem se gostam dessa ideia nos comentários!

Comentário geral: normalmente imagino um tema comum para cada cidade quando estou bolando os looks, mas como dessa vez fiz meio que tudo ao mesmo tempo, achei que não existiu uma diferença muito grande então nas montagens misturamos as 3 cidades!

1. Casaco Topshop, vestido Miu Miu, óculos Lapima, bolsa Gucci e bota Church’s (Londres)
Fui na Topshop escolher um look para usar no fashion week de Londres e gamei nesse casaco – verde militar, mais longo, ele realmente é o foco da produção. Usei um vestido cinza neutro por baixo e minha bota xodó da Church’s para combinar com o ar mais “duro” do casaco.
{Foto: @moeeztali}

2. Vestido, bolsa e sapato Miu Miu, óculos Gucci (Paris)
Definitivamente um dos meus favoritos dessa temporada, look total Miu Miu que usei para o desfile da marca. Sou super fã da Miu Miu, amo esse estilo girlie com toque retrô, esse vestido é muito eu! Na hora de sair fiquei na dúvida se iria com ou sem casaco, acabei indo sem porque o casaco teria tapado praticamente a roupa toda e por sorte nesse dia não estava tão frio em Paris (nem chovendo, ufa).
{Foto: @moeeztali}

3. Vestido Réalisation Par, casaco pelo fake e bolsa Chanel (Paris)
Só tenho foto desse vestido sentada, mas com certeza vou usar ele de novo porque é um charme! Essa é uma marca francesa e relativamente nova que adorei conhecer, as estampas tem uma super pegada vintage que amo e os vestidos e blusas são leves, bem femininos. Como estava chovendo coloquei um casaco e uma bota mais pesados, que deu um contraste interessante.

4. Saia Red Valentino, bolsa Chloé no Net-a-Porter, sapatos Tod’s, óculos Illesteva e brinco Lool (Milão)
Deixei a saia linda Red Valentino reinar sozinha porque né, merecido, e para isso nada como combinar com uma malha básica preta de gola alta. Fiz a coordenação de cores com a bolsa e com o brinco e usei outro xodó, meu mocassim Tod’s masculino, para completar.

5. Vestido e capa Fay, botas Jimmy Choo, bolsa Saint Laurent e óculos Lapima (Paris)
Nesse look usei a mesma lógica do contraste entre uma peça bem feminina – o vestido estampado e de babados – e outras mais pesadas, a capa (adoro capas) e a bota de cano alto. Acho um truque ótimo especialmente no inverno!

6. Pijama, flats e brinco Dolce & Gabanna e óculos Illesteva (Milão)
Outro favorito da temporada, fui tão feliz com esse pijama Dolce & Gabbana que usei no dia do desfile! Quando fui fazer o fitting fiquei mega na dúvida entre um vestido na mesma estampa e o pijama, e escolhi ele porque achei mais diferente do que uso normalmente – além de mega confortável, ele veste hiper bem, é uma roupa que eu agora super considero incorporar no meu guarda roupa! Combinei com flat pontuda e brincos dourados para dar o toque arrumado.

7. Casaco Pinko, jeans Mother Denim, camisa Topshop, bolsa Paula Cademartori, mocassim Tod’s e anéis Alina Abegg (Milão)
Outro look onde a estrela é o casaco. Adoro vermelho, apesar de não usar com frequência, e me apaixonei pela cor e pelo caimento mais desabado desse casaco da Pinko. Para não tirar o foco dele, usei por baixo jeans skinny, camisa masculina e mocassim idem, e a bolsa fofíssima da Paula Cademartori deu o toque final.

8. Vestido Roland Mouret, casaco H&M, bolsa Chanel e sapatilha Valentino (Londres)
Os vestidos Roland Mouret ficaram famosos por seu incrível poder de modelar o corpo e, para o desfile que celebrou 20 anos da marca, eu tive a oportunidade de usar pela primeira vez um de seus modelos. Juro que fiquei passada com o efeito mágico do vestido, parecia que eu estava colocando um Spanx (aquele shortinho modelador) no corpo todo! A fama não é à toa… Combinei meu vestido rosinha com casaco peludo de onça – um neutro, um xodó -, sapatilha pontuda e bolsa na mesma cartela de cores.
{Foto: @annabertier}

9. Vestido e trench coat Red Valentino, bolsa Manu Atelier e óculos Lapima (Londres)
Vestido branco bem feminino + trench coat é um combo que eu adoro e uso com frequência, não tem erro! Os acessórios eram bem importantes nesse look, o toque de cor ficou com a bolsa fofura máxima Manu Atelier, outra marca que descobri recentemente e estou amando, e óculos Lapima, marca brasileira nova que faz modelos high end super especiais. Só tenho foto sem os pés e confesso que já não lembro mais qual sapato usei nesse dia kkk amnésia fashion.

10. Moletom Christopher Kane no Net-a-Porter, saia Zara, bolsa Saint Laurent, sapato Gucci e óculos Illesteva (Paris)
Outro favorito, porque sou louca por essa saia prateada – quem diria que uma saia plissada midi prata viria a ser um básico, não é mesmo? Mas para mim ela virou, já usei de vários jeitos diferentes e ela sempre deixa a produção tão emocionante! Nesse dia combinei com moletom também emocionante, com esse detalhe de cristais no centro, e meu novo amor, a mule peluda Gucci que eu estava desejando há tempos e finalmente adquiri, nessa cor rosa que foi a que mais amei (mega dúvida entre esse e o preto, mas estou feliz com a escolha!).

{Foto: @moeeztali}

11. Saia e blusa Anine Bing, casaco pelo fake, bolsa Chanel, óculos Gucci e sapato Valentino no Net-a-Porter (Paris)
Adoro fazer composições monocromáticas, é outra fórmula que sempre funciona, e estou amando looks rosinhas. Combinei a saia plissada com top felpudo nesse tom com sapato boneca vinho (que vou usar muitoooo) e, como era dia de Chanel, fui com minha bolsa master xodó vintage!

12. Malha Chloé, saia Barbara Casasola, bolsa Gucci no Net-a-Porter, óculos Fendi e bota Church’s (Milão)
Esse look também segue o truque monocromático, comecei pela malha e combinei com a saia de couro (acho que tenho um padrão de amor por saias plissadas) e com a bota também em tons de vinho, que aparece ainda na alça da bolsa!

Pós-Oscar, como é tradição, rolou no Dia de Beauté post com meus makes e cabelos favoritos da noite – vocês podem ver aqui. E como agora com o Além da Beauté tenho espaço para falar das roupas, aqui vão as três mais bem vestidas na minha opinião!

Dakota Johnson de Gucci – achei esse vestido um esplendor. É diferente do que estamos acostumados a ver no red carpet, tem personalidade, charme… Amei! Gosto do fato de ser todo fechado (especialmente sendo usado pela atriz de 50 tons de cinza), porque acredito demais que um vestido não precisa ser todo decotado / transparente para ser sexy. Amo o ombrinho e o laço na frente, a gola com esse colar, a cor… Até do cabelo solto eu gostei, porque deu um toque casual interessante – a princípio eu pensaria em um preso para não competir com a gola, mas adorei o look todo.

Emma Roberts de Giorgio Armani – já estou vendo esse modelo de vestido aparecendo em muitas formaturas e casamentos por aí! Super chique e com toque jovial, adoro a parte de cima com alcinha fina + decotão, essa faixa na cintura e a saia em duas camadas. E o fato de ser bicolor dá um ar “novo” né? A maquiagem e o cabelo super clássicos, batom vermelho e ondas polidas estilo glamour old hollywood deixaram a produção ainda mais elegante.

Emma Stone de Givenchy – o que dizer desse vestido sendo eu uma pessoa louca por franjas? Sempre amo os looks da Emma e sabia que ela iria arrasar para ganhar seu merecido Oscar, mas esse vestido superou minhas expectativas. Não é “uouuu olhem para mim”, tem um charme mais contido que eu aprecio, mas com o movimento da franja que faz toda a diferença, sem falar no lindo trabalho do bordado. Gostei dos acessórios escolhidos, que não brigam com a roupa, e o cabelo e make super dando o tom de ganhadora do Oscar, atemporal, chique e plena!

{Fotos: Getty Images}

Postei no Dia de Beauté minhas belezas favoritas do Grammy e do Bafta, os dois prêmios que rolaram nesse domingo, e aqui vai meu top 5 das mais bem vestidas da noite!

Ella Purnell – achei uma graça o vestido Miu Miu da Ella, delicado, feminino, jovial… Sem contar que amo esse tom de azul!

Emma Stone – usando look ousado vestido + calça da Chanel. Essa combinação apareceu de monte nos desfiles recentes da marca e eu estava curiosa para ver ele no tapete vermelho! Emma como sempre musa.

Isabelle Huppert – a chiquérrima elegantérrima atriz francês usou um vestido Chloé que virou meu sonho de consumo!

Caitriona Balfe – a atriz usou um dos vestidos Valentino que eu mais amei dessa coleção, que tive a chance de conferir de pertinho em Paris no resee do desfile em outubro passado. Amo a silhueta e o decote mais fechado e o mix de renda com veludo plissado e de cores.

Felicity Jones – mais uma aparição de qualidade para as criações de amaria Grazia Chiuri na Dior. Pretinho básico com emoção, busto estilo corset e saia vaporosa de tule + alcinha Christian Dior que é a versão deluxe dos tops estilo sutiã de ginástica do desfile.

{Fotos: Getty Images}

Já que vocês gostaram do formato vlog mostrando um pouco da minha rotina (que não tem rotina, mas tá valendo!) em Londres, resolvi aproveitar que meus pais estavam por lá para gravar algumas das coisas que fizemos!

Além de programas legais e restaurantes, também teve o momento “mudando meu espaço de make” – vou mostrar tudo com detalhes depois em outro vídeo, ainda preciso terminar de arrumar os produtos… Mas achei que valia incluir já que me aproveitei da presença da minha mãe, arquiteta e ótima para remodelar lares, para fazer essa mudança – que acabou impactando toda a minha casa, e não só o quarto das maquiagens! Então fica aqui meu muito obrigada a dupla @arch_org, aka Suzana (mamãe) e Ale Lima, também arquiteta e ninja da organização, por toda a ajuda!

Lugares e programas:
Tate Modern
Greenwich – parque, planetário, volta de barco pelo rio
Museum of London
Jantar no Shoreditch House
Ikea
Almoço no Poule au Pot
Café da manhã no Ivy Chelsea Garden
Passeio pela Kings Road / Saatchi Gallery
Space NK
Restaurante Polpo
Countryside – Cotswolds
Daylesford – tem vídeo pra TV Vogue aqui
Soho Farmhouse

PS. Meu pai que fez a playlist Receber em Casa para o Além da Beauté – sigam ele no Spotify: @litoceridono

Ah, Londres, minha cidade favorita no mundo, e onde tenho a sorte de morar há quase 4 anos… Nesse tempo pude registrar alguns dos belos cenários que Londres oferece, bem como alguns cantinhos mais escondidos, charmosos ou especiais.

Nesse post vocês vão encontrar algumas dessas fotos e, espero, poderão fazer uma espécie de “viagem virtual” para essa cidade fantástica. Para quem quiser ver mais, lá no Pinterest do Dia de Beauté tem um board com várias outras!

Tem mil e um posts que quero fazer sobre Londres – qual assunto vocês querem ver primeiro? Deixem nos comentários!

Feliz demais em estrear essa seção no Além da Beauté: entrevistas com mulheres que são pura inspiração de estilo e que tem muito a ensinar. A ideia de fazer essas entrevistas surgiu quase que para satisfazer minha própria curiosidade, já que sempre tive vontade de saber mais sobre como essas mulheres que admiro fazem compras, montam looks, detalhes inusitados de seus guarda-roupas e por aí vai. Mais que uma peça específica ou a loja favorita, a ideia é extrair filosofias (até de vida, por que não?) e dicas que podem inspirar, nos fazer enxergar as coisas com outros olhos, ajudar a lapidar nosso próprio estilo e nosso relacionamento com roupas, acessórios e afins.

E a primeira entrevistada não poderia ser mais incrível: Barbara Migliori, diretora de moda da Vogue, uma das maiores referências no assunto no Brasil, e que tenho a sorte imensa de ter não só como colega, mas também como grande amiga. A Ba é minha musa absoluta de estilo, e eu sabia que ela tinha muito a compartilhar e ensinar. Já li a entrevista 3 vezes e não canso de amar as respostas dela! Sei que vocês vão gostar tanto quanto eu. Ba, obrigada por ser a primeira entrevistada do Além da Beauté <3

o estilo de Barbara Migliori

Peça mais antiga que tem no closet?
Difícil dizer, gosto de renovar o acervo com frequência, ver roupa saindo e entrando o tempo todo, então não tenho nada muito vintage… Mas acho que o item mais antigo é uma bolsa-carteiro Louis Vuitton que foi o modelo da vez há 15 anos, quando ganhei de presente de aniversário de 18 dos meus pais. Não uso mais a bolsa mas vou guardá-la para sempre por causa da memória afetiva.

Roupa/acessório que sai sozinho do armário de tanto que usou nos últimos tempos?
Qualquer um dos meus seis pares de sapatilhas bicolores Chanel. Elegi esse como meu modelo de sapato favorito, o mais confortável e versátil que existe, que combina com tudo e não entra e nem sai de moda – sempre tenho à mão um par da cor perfeita para a roupa que escolhi usar naquele dia. As seis cores são: bege e preta; bege e dourada; marrom e preta; azul e cinza; coral e dourada; cinza e khaki (aqui).

o estilo de Barbara Migliori

Uma das sapatilhas Chanel em ação

Como você faz compras? 
De uns tempos pra cá decidi não entrar mais na Zara e comprar menos e melhor, o que significa que logo no início da temporada penso em alguns looks-chave para investir e repetir ao longo dos meses seguintes.
Gosto muito de entrar numa loja de verdade, mas confesso que ultimamente tenho queimado etapas logísticas e comprado através de e-commerces mesmo – prefiro os que oferecem mais opção de cores e modelos, funciono melhor sendo a minha própria curadora.
Quando viajo priorizo comprar bons acessórios, bolsas e sapatos que vão durar mais de uma estação, e deixo para apoiar os designers brasileiros na hora de escolher a base do look, que é a roupa em si.

Como você monta seus looks?
Normalmente, quando estou experimentando alguma roupa, vou fazendo um exercício de resgatar na memória as coisas que já tenho no armário, e quanto mais variações mentais puder fazer mais me entusiasmo com uma determinada peça. Tudo o que compro precisa combinar com o que já tenho, senão não sou eu, precisa parecer que aquele item já faz parte da minha vida há tempos.

o estilo de Barbara Migliori

Vintage, novo ou um mix?
Novo. Gosto da sensação de que a história de uma peça começa comigo… E meu amor pela moda tem muito a ver com o fato de que ela (a moda) conta a história do aqui e do agora, por isso roupa de outras épocas não me atrai.

Como é seu closet dos sonhos?
Sonho com um closet de uma porta só com apenas dez cabides pendurados, bem espalhados uns dos outros sabe? Tenho tara por síntese, não gosto de perder tempo escolhendo roupa, queria vestir uniforme todo dia e ter pouquíssimas coisas, mas só o melhor que houver disponível, claro…. Rs

o estilo de Barbara Migliori

A penteadeira da Ba é tão inspiradora (e editada!) quanto ela

Algum item que está na lista de desejos atualmente?
Uma jaqueta biker perfeita de couro preto. Já tive várias mais ou menos, mas agora quero uma que seja eterna.

Melhor cidade para fazer compras e quais suas lojas preferidas lá?
Paris. Não só tem tudo o que há de melhor, mas as pessoas lá entendem moda de um jeito “avançado”, ou seja, você aprende a apreciar coisas que nunca tinha imaginado que existiam.
Acho que o Le Bon Marché tem as grifes imbatíveis ao mesmo tempo que aposta em ótimas neomarcas.

o estilo de Barbara Migliori

Ba & eu em uma das várias edições do Paris Fashion Week que já passamos juntas, depois de um almoço com Yasmine Sterea, Helena Bordon e Nathalie Rumpf 

Quem são seus ícones de estilo? E de quem você gostaria de roubar o guarda-roupas?
Meu ícone de estilo é a Costanza, a musa da edição do look. Ela sabe como ninguém incorporar peças-statement do momento ao seu visual-base de sempre, não embarca em qualquer modinha, compra com inteligência e tem uma elegância natural que vale mais que qualquer roupa.
A Emmanuelle Alt também é assim – adoro ir para as semanas de moda e conferir qual peça da estação ela incorporou ao seu look de todo dia. Gosto mais de ver a única escolha dela que de assistir ao show da mudança de look de hora em hora da Dello Russo, por exemplo…. E atualmente a nova diretora de moda da Vogue francesa, a Suzanne Koller, também virou minha musa do visual “discreta com profundidade”.

Tem algum acessório que você não tira de jeito nenhum?
Duas correntes de ouro. Uma com um pingente da Nossa Senhora das Graças e outra com um coração com a minha inicial que ganhei do meu namorado. São coisas significativas pra mim, então não importa se combinam com o look ou não.

Qual seu truque de styling se tem 10 minutos para se arrumar para uma festa?
Ligo o secador, esquento o cabelo já seco e prendo ele num coque alto que só desmancho na porta da festa. Garante umas ondas “uau” na hora da entrada, pelo menos… Sobre a roupa, acho que um bom salto fino, uma clutch durinha e um brincão te transportam para o clima festa no ato!

Como é seu look off-duty?
Um pijama-chique da A.Niemeyer (aqui). Adoro a proposta dessa marca, que produz roupas de caimento soltinho feitas de tecidos de qualidade, só que com o conforto de um pijama. Aliás, se vestir assim também para trabalhar etc é o novo chique!

Qual foi sua última compra?
Biquínis lisos de lycra bem molinha da Vix, para levar para o réveillon em Noronha (aqui)!

Qual acessório e qual peça de roupa você mais está usando nessa estação?
A sapatilha com faixa de tecido que sobe pelo tornozelo da Miu Miu. Chamo ela de Edward Mãos de Tesoura porque, ao mesmo tempo que imita uma sapatilha de balé, tem duas fivelas que parecem tiradas da roupa de couro da personagem do Tim Burton (aqui).

o estilo de Barbara Migliori

Você é minha guru fashion/de estilo e tenho a sorte de poder fazer consultas pessoais com você sempre que preciso. Qual ensinamento fashion você tem para compartilhar com quem não tem essa mesma sorte? 
Ah, brigada amiga, e você é minha guru absoluta da beleza!! Acho que os temas variam e o mantra é sempre o mesmo: compre coisas que reforcem quem você é, que ajudem a contar a sua história, que estejam de acordo com o discurso que você prega…
Descubra a silhueta, a cor, o tecido, o comprimento, a década, o estilo, o salto, a maquiagem, o penteado que te caem bem e foque neles! Pouquíssima gente fica bem com tudo, então elegância passa muito por consistência e autoconhecimento.

{Fotos: Acervo pessoal, Garance Doré (Costanza) e Pinterest}