Entrevista com o top cabeleireiro Guido Palau

Guido Palau é um dos cabeleireiro mais renomados, requisitados e queridos do mundo da moda. Responsável por criar penteados, cortes e afins para muitos dos desfiles mais influentes das semanas de moda de NY, Londres, Milão e Paris (Marc Jacobs, Prada, Dolce & Gabbana e Valentino, entre outros), ele acaba ditando por tabela muitas das tendências que depois pegam nos tapetes vermelhos e na vida real.

Em outubro passado, logo que terminou a maratona de desfiles para a primavera/verão 2017 do Hemisfério Norte (ou seja: com as roupas que chegam nas lojas a partir de março), sentei para bater um papo com Guido, que também é diretor criativo da Redken, e fazer uma espécie de apanhado dos momentos mais relevantes do fashion month. Amei a conversa e espero que gostem também!

. O cabelo mais difícil
Marc Jacobs – levei um mês para organizar todo o cabelo e todas as cores para criar os dreadlocks do desfile, fizemos tudo, tingimos de uma maneira especial, foi um longo processo.

. O produto mais usado
Spray Full Force 23 da Redken. Especialmente nos últimos dias em Paris usei bastante spray, para Givenchy, Sacai, McQueen… É sempre um dos produtos mais usados do meu kit normalmente, a diferença dessa vez é que usei mais para styling que para dar fixação, realmente para criar o penteado.

. A ferramenta mais usada
Minhas mãos… Foi uma temporada com muitos cabelos naturais ou esculturais, e ambos exigem bastante das mãos. Também cortei bastante cabelo, então diria que usei muito minha tesoura! Alexander Wang, Coach, Prada, Versace, Valentino, Sacai… Em alguns foram cortes radicais, como na Prada, em outros apenas algumas mechas para compor o look. Mas as modelos não ficam nervosas com essas mudanças, elas não parecem se importar muito!

. O grande retorno
O cabelo liso escorrido da Versace era algo que eu não fazia há bastante tempo. Usei o Satin Wear da Redken para escovar, e uma chapinha em seguida para deixar bem liso. Foi interessante trabalhar com chapinha novamente, não usava ela em um trabalho de moda há… Nem sei quanto tempo! Isso foi um grande retorno.

. A ausência mais surpreendente
Em termos de tendências vimos um pouco de tudo – romance, natural, hard, cortes de cabelo… Mas uma coisa que não usei foram apliques, o que é surpreendente já que houve uma época em que eles estavam em todo lugar – era um pesadelo! Agora apliques não parecem ser uma tendência.

. O cabelo dos seus sonhos no momento
Amo a simplicidade dos cabelos com corte bob que fiz na Prada, tão clássicos, simples, parecem frescos e chiques sem esforço.

. O ícone da temporada
Não houve uma mulher específica como referência de beleza constante nessa temporada, cada desfile tinha seu próprio ícone, e na maioria era a própria mulher que representa a marca. Não foi uma temporada “Brigitte Bardot em todo canto”.

. O penteado que vai pegar na vida real
Aposto no corte bob que algumas modelos ganharam na Prada, todo mundo amou, e mesmo o rabo de cavalo das outras modelos era muito simples, minimalista, cheio de estilo. Acho que as pessoas vão voltar a olhar muito para o rabo de cavalo – claro que ele sempre esteve aí, mas digo em um contexto high fashion, pois a Prada realmente faz as pessoas olharem para as coisas novamente. Há muito estilo em um cabelo simples, mas “feito”, e é algo que vai contra a onda do cabelo natural que está em alta.
{Vic diz: meu palpite é o preso da Dior!} Ah com certeza esse foi um que teve muito apelo! As pessoas amaram no backstage. As tranças na parte de baixo com o coque alto parece ter tocado a sensibilidade das mulheres, esse é um dos talentos da Maria Grazia (diretora criativa da Dior), tocar a sensibilidade das mulheres.

. O cabelo que vai aparecer de monte nas campanhas
Nunca dá para prever o que vai acontecer para a campanha, se vamos replicar o look do desfile, se vamos fazer diferente… Precisa esperar para ver

. O momento mais memorável em um backstage
Tive um momento muito legal ontem no McQueen, quando fiz o cabelo da filha de uma grande amiga minha, que era modelo nos anos 90, moramos juntos em Nova York… É a Elfie, filha da Rosemary Ferguson – ela já tem 17 anos, uma loucura! Foi um momento muito especial, tenho muito carinho por elas, a Rosemary estava super orgulhosa da filha…

{Obrigada Guido e Redken!}